Closet Home Office

Minha mãe é decoradora e viciada em “caçar o que fazer”. Só posso ter puxado dela esse meu lado “vamos fazer tudo”. Enfim, não vim homenagear ninguém hoje, vim aqui falar das mudanças do meu quarto lá na casa da mamis. Pra começar, quando eu saí de lá, ela resolveu pintar a parede, que era beterraba, de VERDE. Não era qualquer verde, era verde meio musgo e eu não curto nada essas variações de cores militares. Muita conversa depois e buscando referências, encontramos uma cor que eu amei: um Pink puxando pro roxo. Bem cheguei e de menina, mas eu curti. Amei, na verdade. Então, ficou faltando meu Closet Home Office.

Não sei se você conhece, mas é uma ideia genial que, alguém com um espaço para armário como o meu e que provavelmente trabalha em casa, teve. Há um tempão eu tô com isso na cabeça. Resolvi aproveitar que mamis tá no pique da reforma e vamos fazer meu Closet Home Office na casa dela. Hoje em dia, muita gente trabalha nesse esquema ninja e delícia que é o home office. Eu, sempre que posso, faço o meu. É lindo não pegar trânsito e chegar no trabalho já cansada, sem contar o fato de que no frio você pode trabalhar de pijama e enrolada num cobertor.

Enquanto meu Closet Home Office não fica pronto, você olha umas fotos que me inspiraram (e MUITO) e quem sabe você não faz o seu? O Fresh Home tem umas dicas bem bacanas! ;D

Comente

Dia mundial da Fotografia

Hoje é o dia mundial da fotografia e eu também sou uma dos milhões de pessoas apaixonadas por essa arte. Não sei exatamente quando isso começou, mas me lembro de sempre pegar a câmera Praktica do meu pai escondido quando era pequena. Nunca saía foto nenhuma por que eu queria aprender tanto e sozinha que sempre abria pra ver o filme e queimava tudo. Infinitas broncas e anos depois eu percebi que não era só curiosidade, era paixão mesmo.

186214811_2a1ecc6987_o

Em 2004, no meu primeiro ano de faculdade e ano em que SP completou 450 anos, a prefeitura fez um concurso universitário. Cada instituição de ensino, após uma votação interna, enviaria 3 fotos para a final, o que somou em torno de 160 finalistas. Duas delas eram minhas.

Acabou que eu fiquei em SEGUNDO lugar com essa foto da Praça da Sé que tá aqui em cima do post. O prêmio? SETE dias em PARIS com acompanhante. E lá fui eu passar uma semana com a minha mãe, num hotel incrível entre a Torre Eiffel e o Arco do Triunfo, numa paralela da Champs-Élysées. Tava me sentindo rica! hahaha!!

Hoje trabalho gravando vídeos e fotografando na Amazônia, na região sul do Pará, aliás amanhã †ô indo lá trabalhar mais um pouco. Algumas fotos você pode ver no meu Flickr, inclusive as de Paris e as do concurso.

Essa foi minha “homenagem” e agradecimento à fotografia que me permitiu ver um lado da vida diferente da visão convencional. Obrigada! :D

Beijo, beijo!

Comente