flores

A gente vive numa constante e incansável busca pela felicidade e muitas vezes nos esquecemos que ser feliz depende apenas de nós mesmos. Uma das coisas que me levou a fazer minha lista de 101 coisas em 1001 dias foi o fato de que muitas vezes esquecemos de adradecer por uma conquista, por mais simples que ela seja. Gratidão é um sentimento maravilhoso que nós deixamos pra depois porque não temos tempo. Ser grato por algo que fizeram por você, por uma pessoa ter te inspirado a fazer coisas boas, por ter estado ao seu lado quando precisou ou alguém que batalhou a vida toda. Gratidão é um exercício diário. Você pode ser grato àquela flor que nasceu e te fez sorrir, você pode ser grato ao seu cachorro que sempre vem se aconchegar do seu lado quando percebe que você está pra baixo ou pode ter a maior gratidão por alguém que tenha uma história de vida que te inspira. Infelizmente vejo muitas pessoas falando de gratidão aqui e ali e o que percebo é que estão sendo gratas apenas por aquilo que convém. Agradecem apenas quando alguém faz um favor ou quando ganham alguma coisa, essas coisas, sabe? Nós precisamos aprender que gratidão vai muito além do agradecimento

Outro dia minha ficha caiu (alguém ainda usa essa expressão?) em relação a determinadas pessoas. Percebi que algumas pessoas são daquele tipo que só sabem ser gratas quando algo interessa ou quando ganham algo em troca. São seres que não entendem a gratidão. Eu faço coisas para pessoas que eu nem conheço porque sei que merecem e de nenhuma forma eu espero algo em troca, muito pelo contrário, sou muito grata pelas oportunidades de poder ajudar alguém que precisa ou simplesmente por ela ter me dado a oportunidade de participar de um momento importante na vida dela. Isso é gratidão. Eu me sinto leve, me sinto feliz e é assim que a gente encontra a felicidade, pela gratidão. 

Não é só agradecer, é entender que certas oportunidades e atitudes são muito mais importantes do que parecem e, por menor que seja a influência de algo na sua vida, se aquilo te revolucionou, você sabe lá no fundo o quanto é grato por aquilo ter acontecido. Eu sou muito grata à amizade que tenho com a madrinha da Alice há mais de 22 anos, sou grata por todas as gestantes que abriram sua casa e o momento do nascimento de seus filhos para que eu pudesse registrar algo tão importante na vida deles,  sou grata à minha filha que revolucionou a minha vida, sou grata ao meu noivo que está sempre ao meu lado, não importa onde ou em qual decisão eu decida tomar. Sou grata ao meu pai que me inspira a nunca desistir de correr atrás do que me faz bem profissionalmente, não importa o que aconteça….meu coração transborda de alegria, os olhos se enchem de lágrimas e o sorriso tímido aparece no canto da boca e isso é a gratidão me enchendo de felicidade. Agradecer não emociona, gratidão sim. Assista ao vídeo do Soulpancake e perceba que a gratidão mora aí dentro e só depende de você botar ela pra fora e ser feliz, mas antes pega um lencinho! 

 

 

Me conta ao que ou quem você é grato(a)?

Compartilhe:
Escrito por Stephanie Salateo
criadora de conteúdo criativo, mãe de Alice e Caetano, moro em São Paulo e não vivo sem café. tenho 31 anos e sou geminiana com ascendente em câncer, ou seja, não faço muito sentido.