De bem com o espelho

a1488eb38847ac81bc2931e07b43d7ba

Eu já tive quilos a mais e quilos a menos. Já fiquei sem comer, comi demais, comi pouco, tomei remédio e inventei um monte de dieta pra perder peso. Nada nunca dava certo porque eu nunca estava satisfeita. Sempre tinha um detalhe em mim que tinha que mudar. Quando trabalhei em loja emagreci de tanto trabalhar e ainda tomei remédio de tanta pressão em ter um corpo mais esbelto. Até o dia em que as calças que ficavam apertadas saíam do corpo sem desabotoar e tudo começou a ficar desengonçado e sobrando. E eu ainda achava que estava “acima do peso”.

Fui aos poucos aceitando o corpo que sempre tive, mas continuava pensando que podia estar mais magra. O fato é que eu nunca fui gorda, nem magra. Tenho um corpo que cabe em mim, o meu corpo. Não adianta querer o corpo de alguém se ele não me serve, é como comprar um sapato maior ou menor. Hoje eu penso pra quê ter um corpo que não é meu?

Depois de ter bebê, fiquei inchada, estava pesando 10kg a mais que o meu normal e quando me olhava no espelho eu estava, pela primeira vez, feliz com o que via. Aquele era o meu corpo, um corpo que eu sempre tive, que foi modificado por uma gravidez e que mesmo assim me servia. Aos poucos fui perdendo o peso extra da gravidez, até voltar ao meu peso normal e me sinto tão bem com esse corpo que não quero trocar por nenhum outro que vejo por aí.

A gente tem o poder de se fazer bem, as pessoas falam que estou mais magra, mas não estou. Continuo pesando o que eu sempre pesei, até 1 ou 2kgs a mais. A verdade é que eu estou feliz com o que reflete no espelho e esse é o segredo para o corpo perfeito. Quando estamos bem com nós mesmas, todo mundo nos vê melhor, radiante e bonita. Hoje o espelho é meu amigo e me diz sempre o quanto eu sou linda e perfeita. No meu projeto verão tem sorvete, amor próprio e felicidade.

4 Comentários

  1. Salateando Aquela selfie não é só uma foto sem maquiagem - Salateando

    05.09.2014 at 13:48

    […] com toda tranquilidade do mundo que estou muito feliz com o meu eu físico e até já fiz um post sobre a aceitação do meu corpo após a gravidez, que foi quando eu realmente passei a me amar de verdade. Foi um processo longo até chegar à […]

  2. Salateando Agora sou dessas que correm - Salateando

    12.11.2014 at 10:20

    […] cresceu. Minha neura com peso já foi superada há pelo menos 5 anos – como já contei aqui – então minha intenção é realmente ter fôlego para subir a rampa de casa sem chegar no […]

  3. Carla

    13.11.2017 at 8:41

    Stephanie, concordo com você quanto ao fato de que devemos nos sentir bem com o espelho e não nos colocar tanta pressão, afinal de contas cada um tem o seu corpo e deve ser feliz com ele. Claro, nenhum excesso é bom, principalmente quando isso afeta a saúde da gente…
    Mas tendo saúde, o importante é se sentir bem e ser feliz, né?

    Obrigada por me lembrar disso e pelo excelente artigo.

  4. Ítalo

    15.05.2018 at 11:51

    Muito bom ler isso Stephanie. Minha mulher passou pelo mesmo problema por muito tempo. Não conseguia se olhar no espelho e manter o sorriso no rosto. Não conseguia aproveitar um dia no parque com vergonha.

    O corpo dela não estava causando nenhum dano à saúde. O que estava gerando muitos problemas era o psicológico!

    Depois de muito tratamento, hoje em dia ela se aceita super bem, e a nossa vida tem melhorado muito!

Responda